quarta-feira, 28 de abril de 2010

Eu sou..


Hoje vou me render a uma brincadeira que recebi por email, um texto da Martha Medeiros, fazendo uma lista. E pelo que soube, acabou virando mania em alguns blogs. Mas acredito que quem começou mesmo essa brincadeira foi o saudoso Raul Seixas ao escrever Gita.


“Você não está fazendo nada agora? Eu idem. Vamos listar quem a gente é: você daí e eu daqui…. ”
"(...) Sou mais cama que mesa, mais dia que noite, mais flor que fruta, mais salgado que doce, mais música que silêncio, mais pizza que banquete, mais champanhe que caipirinha. Sou esmalte fraquinho. Sou cara lavada. Sou Gisele. Sou delírio. Sou eu mesma. Agora é sua vez."
(Martha Medeiros)



Eu sou inverno e a doce brisa maritima. O mar que quebra nas pedras. Sou o por do sol na ponta de Humaitá. Sou estrelas no céu. Sou nuvens nas mais diversas formas, que se quer tocar, porém não consegue. Sou a preguiça muda em dia de domingo, a insônia que de vez em quando incomoda meu sono. Sou o doce sabor do brigadeiro. O amargo do abacate. A acidez da laranja. O som da chuva que bate na janela. Sou o camarão em todos os preparos e com todos os molhos. A pimenta que enfatiza o sabor do acarajé e a coca-cola gelada para acompanhar. Já pulei carnaval. Já fui um passado tenebroso ouvindo axé, hoje sou atitude ouvindo meu rock, meu mpb. Idolatro Caetano, Gil, Chico. Amo Waldick e Reginaldo. Eu sou Raul. Venero Paulo Zulu, mas na verdade eu sonho com um cabeludo. Solidão. Sou impulso. Sou ouvidos. sou amiga e tenho amigos. Sou ciúmes, embora não sinta isso pelo passado de alguém. Hoje eu tenho uma galera. Sou manjericão. Sou tomate seco. Sou lazanha, macarronada. Cachorro quente. Pastel de queijo. A pizza de quatro queijos. Gatos que brincam e ronrronam. Sou o silêncio e a calmaria. Sou a paixão pela velocidade. O desejo de pular de bungee jump ou de para-quedas. Já fui academia, hoje sou gostosa. Sou Rita Lee. Mutantes. Velvet Underground. Sou cinema. Aventura, ação e romance. Sou Clube da luta. Nos tempos da brilhantina e Curtindo a viada adoidado. Sou tv, novelas e CQC. Sou simpsons e caverna do dragão. Sou livros. O Poderoso Chefão. O pequeno príncipe. As travessuras da menina má. Sou emoção, sou paixão. Também sou Má. Sou a briga e a cobrança quando necessário. O caramujo que vive dentro de casa. O som da cachoeira. A água gelada no dia de calor. Sou vinho suave, sou Seleta, sou conhaque com mel e limão. Internet. Chocolates. Vulcão. A líbido. O beijo na ponta da orelha, a mordida do pescoço. sou o medo, a ansiedade. O pavor por baratas e nesse caso eu sou um grito. Poemas de Vinicius de Moraes. O caranguejo, a lambreta, enfim uma mariscada. Sou baiana, sou Vitória, a ovelha rubro-negra da casa. Já fui romantica, hoje sou realista. Sou roupa preta. Esmalte vermelho. Sou a loba. Sou sagitariana. Respiro aventuras e adrenalina. A doutrina espírita. A intuição. Sou a minha imagem refletida no espelho. Sou a minha Rotina. Assim eu sou.

domingo, 11 de abril de 2010

Em off

Estou entrando na terceira semana sem internet. E isso é muito deprimente. Cada vez mais sinto que tenho que tomar uma decisão. E estou pronta para isso.

Carpe omnius.


Volto quando puder. E garanto que conexão discada é tudo de ruim, mas em alguns momentos é a salvação.