quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Saudades

Há três ano o céu ganhava uma estrela guerreira e muito iluminada: minha mãe. Até o dia de hoje sinto a falta, em alguns momentos choro, mas sei que ela tá feliz. E hoje eu também estou. É difícil não ver o sorriso, não ter as conversas, as brigas e implicâncias que tínhamos no nosso dia-a-dia. Hoje é tudo lembrança.

E depois de mais de vinte anos, reli uma carta que ela me escreveu. E todo aquele incentivo que recebia dela veio à tona: não vou desistir.

Te amo pra vida toda!


A carta é velha, mas a saudade é atual!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Relato

Descobrir uma mentira gera decepção. em qualquer sentido: campo amoroso, no trabalho, com amigos. Perder a confiança não é algo positivo, sempre vai deixar dúvidas.

E não adianta mentir, a verdade sempre aparece, de alguma maneira. Como foi no caso, um telefonema, uma conversa aqui, outra ali e mesmo sem esperar vem a pergunta .. E foi essa pergunta que me deixou desconcertada, pois a pessoa que jamais desconfiei foi a quem mentiu sobre um fato ocorrido há duas semanas.

Tenho que esconder os fatos e omitir os detalhes..

Enquanto isso, estou me sentindo bem, me curando de uma gripe que foi antecedida de garganta inflamada e uma sinusite.