terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Adeus 2008

    

    

Vai logo embora 2008.. meu, pensa em um ano zicado em que nada aconteceu. Epa, alto lá teve um lado positivo sim.. conhecer a galera do rock \,,,| e frequentar os eventos das bandas locais. Conheci pessoas legais que me fizeram ver um outro lado bom da vida: a diversão. E não posso deixar de falar no pessoal da TDR.. que são os amigos que me deixam na terapia e me faz rir, chorar, brigar.. a entender o sentido da palavra AMIZADE virtual. Agradeço também ao destino por ter me dado uma amiga e tanto.. e com ela aprendi que "amiga parceira é amiga solteira!" Mesmo eu tendo meus casinhos à toa.. nossa amizade é acima de tudo.

amigos virtuais da TDR

Nikkury, Biel e eu

amizade que se solidifica

Já no sentimento...nada é tão verdadeiro e bom enquanto dura. Depois, vira passado, e como escreveu o fodão do Cazuza "e quando acaba a gente pensa que ele nunca existiu". Bem nada ainda foi decretado oficial, a pessoa pode estar envergonhada.. mas eu tive um sonho que ele voltava pra ex.. huahuauhhahua eu agora quero sonhar com os numeros da mega sena blaster acumulada.

Bom.. pelo menos não tenho mais o dom de me iludir e sigo caminhando em frente apenas aprendendo com os erros que estou acertando a cada relacionamento. 

Pra 2009 quero um trabalho novo e o resto é consequencia.

E vou terminar com um video do fodão.. pq eu sou exagerada por influência do meu signo.. e também adoro um amor inventado...

FELIZ 2009

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Destino

   

   

É. Cansei de pensar uma coisa e o destino me mostrar outra.  Nossa, estou em um estado de felicidade total e o que mais gostaria agora é que o tempo ficasse congelado para curtir esse sentimento da maneira como deve ser.. mas isso não é possível. Sempre imaginei que comigo nada fosse mudar, entretanto o Senhor das Razões [ maneira como o tempo é conhecido em algumas ocasiões] me mostrou o outro lado. Andei meditando muito e analisando as coisas que aconteceram comigo.. aprendi algumas coisas.. principalmente de não repetir erros que aconteceram com histórias do passado. E acreditar com o coração que quando queremos uma coisa ou alguém, aquele desejo vai se realizar. É a força da atração e posso falar com convicção de que isso realmente acontece.

Agradeço ao destino pela minha felicidade, quero que ela perdure por muito tempo e eu fiz a escolha de não desistir e sim de lutar por quem quero ter ao meu lado.

Obrigada também as amigas que me serviram de confidente, me dando apoio. E tem outra coisinha, todos temos problemas e a felicidade está sempre ao nosso lado, para isso basta não ver o problema como um grande desafio de vida e sim como mais uma questão que será resolvida com facilidade e "jogo de cintura" e quando aprendemos a rir, tudo parece pequeno.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Nada Muda

   

   

É, parece que nada vai mudar e tudo vai continuar do jeito que tem de ser. E comigo não poderia ser diferente, mas sempre pergunto: Por que? Às vezes preferia viver mergulhada no mar de ilusões, sem saber da verdade que sempre machuca. Vontade de sumir número ... acho que já perdi a conta de quantas vezes tive a vontade inerte de fugir. Passei um ano pensando em como conquistar alguém e quando consigo aproximação.. vejo que é aquela velha história... cansei de ser mais uma.

Agora fico aqui, naquela tenra decisão: desistir ou arriscar? Seria uma questão de fraqueza por não lutar pelo que quero ou uma defesa de não sofrer novamente? Sentimento deveria vir com manual de uso, tutorial e com solucionador de problemas.   

     

domingo, 14 de dezembro de 2008

Fechando um ciclo

Hoje poderia ser considerado o último dia de minha vida.. mas seria exagero, então vamos dizer que será o último dia do ciclo 31. Muitas coisas aconteceram, o re-encontro com o passado, a reconciliação de uma amizade, a solidificação de duas amigas, o encontro com o Rock, a realização de um sonho. O que mais me parecia impossível, eu consegui. Porém hoje me sinto confusa, por não querer ser exemplo de perfeição. Resumindo.. foi uma idade conturbada, quase estagnada, mas que no finalzinho foi maravilhoso.

Não posso agradar a todos, mas para aqueles que se decepcionaram comigo, sinto muito, não fui eu quem construi a imagem de que eu era diferente em sua mente. Mas vamos em frente, ainda tenho muito que aprender com os futuros erros, sim, a vida é feita deles.

No trabalho só decepções. Já não sei mais se acredito no trabalho que é feito ali dentro. Fui um tapa-buracos e reconhecimento foi algo que não foi encontrado durante o ano. 

Obrigada a todos que me fizeram feliz, obrigada também aquelas pessoas que se mostraram falsas e dissimuladas. Obrigada ao destino que me colocou em frente a felicidade e me fez sentir como uma adolescente, gritando de satisfação a todos os cantos, sim foi algo realizado.

Amanhã começa um novo ciclo. E como no ano passado, nada de planos, pois o último plano que fiz, não deu certo a viagem.  Vou continuar deixando o novo se mostrar. 

sábado, 13 de dezembro de 2008

Não sei ao certo o que me acontece hoje, mas devo tá em crise existencial. Qual o sentido da vida? O que há de errado comigo? Planos que fiz foram desfeitos... e não planeijei me despedir dos 31 anos sem fazer nada.. queria ter viajado.. mas me sinto um tanto quanto descartavel.

Só quero ficar em casa e pensar em tudo que (des)construi até hoje.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Feliz *-* [Parte II]

              

                 

                 

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, eu já gritei tanto de felicidade no carro, na garagem e dentro de mim. Passei alguns meses em luta comigo, meus pensamentos e meus sentimentos. Quantas vezes postei que estava apaixonada e sentindo tudo isso no silêncio? Pois, demorou. Conquista realizada e sorrisão na cara, nem consegui dormir direito de tamanha felicidade. E se não puder recuperar o tempo perdido, irei criar momentos inesquecíveis.

Já cantou Rita Lee: "O amor nos torna patético" e eu não fico por fora, além de patética, sinto-me muito brega e piegas.. huahuahuahuahuhuahuahuaaha

e mais um grito pra terminar:

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

       

            

 

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Grrrrr

            

              

O que pensar de mim? Sinto-me uma fracassada, alguém que se perde por pouco, alguém que se entrega por amor ... Queria ter conseguido a minha passageme ter ido viajar, ter conhecido as pessoas que fiz plano, e a cada dia, me aparece alguém perguntando: "vc não vem?" e sinto aquele remorso de ter feito planos e não ter tido a oportunidade de realizá-los. Bate a impotência... Em contraponto, não planejei o que faria se não conseguisse as passagens. É tô me sentindo aquela pessoa desempregada, que não viaja por falta de dinheiro..

Muito foda tudo isso

                 

               

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Férias!

      

      

Sim elas chegaram, mas o que eu mais queria fazer não será possivel: viajar pra SP! Puts me sinto muito triste por ter feitos planos e não realizar nem um miléssimo do que eu queria fazer. É isso me faz ter a certeza que, sempre que planejo algo não dá certo e quando faço  de última hora, sem muitos planos, sai sempre melhor que o esperado. O jeito vai ser comemorar o sede zero que seria realizado no ano passado esse ano. Porém meu niver cai em uma segunda e esse ano sei que não irá aparecer muita gente no dia.. vou dar o desconto.

Agora é curtir por aqui e aproveitar cada momento.