quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

2009

Um ano que foi vazio, está chegando ao final. Por mim, vai tarde, pois já deveria ter ido a muito tmepo.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Gratidão.


Sempre quando está perto do dia do meu aniversário eu sinto algo diferente dentro de mim, coisa que não sei explicar ao certo. É uma magia diferente, como se fosse um dia especial, com várias borboletas no estômago. Quem me conhece de longas datas sabe como amo o meu dia, pois fazia contagem regressiva para lembrar a todos. Entretanto esse ano não senti nada disso. Quando o dia chegou, não senti como se fosse o meu aniversário, não teve a música dos patinhos cantando parabéns (como estava habituada a acordar, pois minha mãe fazia questão de me acordar assim, isso agora fica na lembrança..) contudo, fiz questão de me manter feliz.

Poucas pessoas me ligaram, algumas mandaram sms e muitas outras falaram comigo pela internet: ora através do "conversador de almas", ora através de recados no orkut. Ouvir coisas do tipo: "feche os olhos e faça um pedido", é legal e anima. Até quem eu não esperava de falar comigo, falou: meu ex-namorado e minha prima. Essa última fez questão de me ver e dar um abraço. E quando nos reencontramos fiz de um tudo para não chorar. Conversamos e na despedida, outro abraço forte.

Depois foi hora de sair com amigos, bebi um pouco. E pra finalizar a noite recebi ligações do Rio de Janeiro e de São Paulo. Não sei porque motivo, quando comecei a falar com Rapha, tive uma crise de choro. Nunca tinha chorado tanto no dia do meu aniversário. E ontem foi a primeira vez. Não é fácil segurar tanta emoção. E como mandei para uma colega de trabalho, eu encerro dizendo: Completar 33 anos de vida foi vivenciar um dia de emoções.


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Vamos lá


Já virou tradição fazer um restropecto de como foi o ano. E lembrando que ano passado ganhei uma festinha surpresa com direito a vinho e depois comemorar com uma pessoa que foi o meu presente de aniversário. Foi um dia feliz e que até hoje agradeço. Sei que amanhã não vai ser igual, mas pode ser melhor. Só depende de mim querer.

Bem, esse ano foi quase vazio. Sem muitas novidades. Inicio do ano fiz meu piercing, saí do callcenter e voltei a dormir. Sentir insônia é algo dificil hoje em dia. Aquele ambiente estava relamente me deixando pra baixo, entretanto lá conheci pessoas legais e que ainda hoje se tornaram indispensáveis para mim.

Uma amizade que pensei estar concretizada, foi afastada. Outras foram criadas. E vida vai continuando. Planos continuam não dando certo, ainda. já me sinto cansada disso, quase desistindo e não quero falar nisso porque fico triste. antigos amigos retornaram e nisso eu enxergo que uma amizade verdadeira se afasta, mas nunca se acaba. O sentimento continua.

Só quero agradecer a tudo de bom que me aconteceu, foram pequenas coisas, mas pequenos reconhecimentos são mais valorizados do que uma irritação que sempre vai me deixar de cabeça quente.

Não sei mais escrever como antes, graças a uma vida vazia e sem novidades que tenho levado ultimamente. Mas prometo dar a volta por cima.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Diário de uma semana na Rotina


Segunda-feira é dia de preguiça, reclamar da vida, início de dieta. Imagina então quando se é vespéra de feriado e eu ainda estou tão desempregada... sim foi o dia da predominância da preguiça. Ócio total. Acordo com telefone tocando, olho o que se passa no mundo pela tela do computador, almoço, cochilo, acordo, twitto, cochilo novamente, um banho pra refrescar e pensar em comidas gostosas. Mas me contento com um pão com ovo.

Terça feira foi dia de descontração. Saí pela manhã com meu pai e de tarde ia visitar Déa no hospital, Beatriz nasceu ontem. Mas não achei uma vaga para estacionar perto do hospital, tudo cheio, dia de feriado e a praia do porto da barra tava cheia. Entretanto meu dia não acabou ali, fui com Calli e Diego para o barzinho Santo Antônio: rodizio dos mais variados petiscos (cozinha, croquete, bolinho de queijo, bolinho de calabresa, bolinho de carne seca, batata-frita, aimpim frito, nugget, camarão alho e óleo). Tudo bem gostosinho, ambiente perfeito para paquera. Conversar com esses dois amigos sempre me fez e fará bem. De noite casa e leitura de twitter acumulado, colher fazendinha, tirar bolinhos do forno e cuidar do pet virtual.

Quarta-feira dia totalmente inútil, sem paciência com as pessoas. Algumas simplesmente me cansam nas asneiras faladas. E atender aquele mesmo telefonema de assinatura do jornal? Toda semana eu falo a mesma coisa e as ligações não cessam. O melhor do dia foi dormir de tarde. A noite olhar as estrelas e sentir a brisa da noite foi relaxante.

Quinta-feira foi correria. Passei a tarde toda no Centro Automotivo da Pirelli, esperando a troca do óleo, da coifa e do anti-chamas. Bob teve uma tarde dedicada a ele. Depois fui cuidar um pouco de mim. Voltei a me empolgar e quero um dia de aniversário feliz.

Sexta-feira fiquei em casa, na paz, sendo acordada novamente por sms (na quinta foi assim também). Mas os sms recebi durante o dia todo. Ultimamente tô gostando de ficar em casa, sentada na frente do pc conversando com algumas pessoas. Todas não, porque também estou cansando de algumas pessoas.

Sábado de farra. Passei a tarde na festa de confraternização do trabalho da minha irmã. Churrasco, bebidas e outros aperitivos à vontade ao som de Adelmário Coelho. Depois foi comer um camarão gordim básico no Vale dos Lagos e chegar tarde em casa.. Cansei.

Domingo foi um dia de dedicação familiar. SAir com meu pai, fazer mercado, perder a manhã toda fazendo isso, mesmo que venha a atrapalhar toda a minha programação domingueira. De tarde ficar com a familia.



Bom, esse foi meu resumo semanal dos meus últimos dias com 32 anos, sei que ainda tem a segunda-feira, mas aí é dia de fechamento de ciclo. Repensar o que me ocorreu de bom nesse ano.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Mais um dia


E assim vou vivendo em mais um dia de rotina, em todo esse marasmo em que a minha vida se transformou. Aniversário chegando e ainda tenho que pensar nas minhas considerações de 2009, no que fiz de positivo, no que me aconteceu de positivo. Enquanto não chega, vou tentar aproveitar esses últimos dias antes da nova idade chegar.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

1º de Dezembro


Semana passada teve campanha "combate a violência contra a mulher", tentei pensar em um texto legal, porém não tive inspirações. Até porque violência não é apenas a agressão física, existe também a violência psicológica, onde não existem marcas pelo corpo, mas que mexe muito com o modo de pensar de si mesma. Nesse último eu fui vítima e só percebi isso depois de alguns anos, porque esse tipo de violência não é sentido no momento da hostilidade. Aos poucos fui superando e me fortalecendo. Nada justifica uma agressão.


Ontem fiquei um pouco triste por uma notícia recebida, tava um pouco acomodada pois tratava como certa a tal mudança, mas como burocracia existe.. vamos esperar. O que tiver de ser será, já ouvi tanto isso que chega a ser um mantra.

E hoje é o dia da Mu *-* e dia Mundial de Combate à Aids.





Só para constar pequenas coisas que me aconteceram esses dias:
  • Gastei minha única cota de ida à praia
  • Levei um susto pela queda da minha mãe [em consequência do susto, fiquei um dia de cama. Ela não teve nada]
  • Por conta da minha tristeza, mudei alguns detalhes no layout do blog pra tentar me animar