sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Impressões


Lá vem eu e minhas crenças infundadas. Primeiro teimo em dizer que Agosto é um mês nada legal para mim, por sempre acontecer algo que me deixa desgostosa, triste e por nada dar certo nesse preríodo de trinta e um dias. Agora já começo a achar que Janeiro é um mês onde tudo se inicia dando errado, ou pelo menos, quase dando errado. Parece ser um período onde o velho tem que sair para deixar o novo entrar e isso acaba acontecendo de maneira desordenada. Sinto no ar uma mistura de falta de organização com falta de planejamento e com pitadas de desastres em como ordenar os atos, fatos e o que for semelhante a isso.

O mês tinha começado bem para mim, mas depois, assim como de repente um desânimo tomou conta de mim. Gosto dos meus amigos, de conversar entretanto fiquei me sentindo isolada, querendo e com a necessidade de ficar só. E só me senti assim quando tive que tomar uma decisão, aos meus 15 anos, (que acabei me afastando de toda a minha sala no colégio. Depois da decisão tomada, estava lá eu de volta). Mas agora não sei que decisão importante será essa que devo tomar.

Sei que me afastei e as pessoas também deixaram isso acontecer. Poucas foram as que me perguntaram como que eu estava. Outras se afastaram naturalmente, faz parte, né? Celulares estão desligados, ninguém me liga mesmo... rs

Vamos deixar Janeiro terminar e vou encarar que esse tempo é como se fosse um repouso para recarregar minhas baterias.


Tudo tem seu tempo.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Sozinha

Não sei o que anda acontecendo, mas sinto uma necessidade de ficar só. Sem conversar, sem sair, sem tuitar.. apenas ficar só.

Sem ninguém sentir falta, sem ninguém se sentir ignorado, sem nada a partilhar.

Apenas sozinha. Ou acompanhada apenas pelo meu mundinho dos livros e meu gato.




P.S. Tieta hoje faria 14 anos. Saudade daquela gata agreste.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Decisões

Quando já se tem uma decisão é fácil colocá-la em prática, porém quando ainda não se tem uma é um pouco difícil. Pensar em qual decisão tomar, analisar os prós e contras, as consequencias, e tantos outros blábláblás é algo que requer muita atenção. 

A mais fácil escolha são as coisas simples da vida. Tá.. esse é um tema amplo. Mas tô falando de mim. De querer algo e não saber como me expressar. Não querer magoar ninguém. Também me sinto cansada de esperar. Eu preciso viver. Eu tenho de voltar a viver.

Não gosto de me sentir pressionada a nada assim como não gosto de pressionar. Gosto da minha liberdade e ainda tenho um pouco de trauma em mim. Nada grave, apenas tenha paciência.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Dois mil e onze!

É, o ano não acabou no dia que eu queria, acabou no dia que consegui consertar meu carro... no último dia do ano de fato.

Bom, o ano mudou. E dessa vez eu senti algo de especial. Emocionei-me com a queima de fogos e pedi muito por realizações. Passei meu ano novo com meu irmão e minha cunhada. Família, isso é significado de felicidade. Chegando ao recinto, fui para uma fila fazer consulta com os búzios. Só quis saber de duas coisas. Uma delas foi sobre Trabalho. E a outra deixou-me um pouco triste, mas fazer o quê? nem sempre as coisas são como a gente sonha =(

Depois disso, foi o momento de curtir a festa. O som dos DJ's, comida, danças. Tá chegando o momento, foi hora de olhar aos céus e agradecer por tudo de bom. Pedi mais coisas melhores. Brindar olhando o céu. Receber cumprimentos da família, ligar para a família. Fui movida a vodka.

Meu primeiro show do ano foi com a Carla Cristina. (Ponto final, sem palavras e sem comentários)

Livros, eles viraram de vez uma das minhas paixões. E como não poderia deixar de fazer, minha meta de leitura já foi estabelecida.

Dessa vez, não quero mais planejamentos. Chegou o momento das realizações. Agora só quero saber de viver.

Já falei que fiquei triste por uma notícia recebida dos búzios? =(


Hoje queria aproveitar meu sábado assistindo ao por  do sol, entretanto vou ficar em casa descansando, curtindo minha ressaca moral de tanto ter dançado alguns pagodes, ter segurando o tchan.. (abafa, isso é a treva!)
Amanhã eu vou ver o por do sol.










P.S. Não tive um reveillon igual ao da Tainuxa (inveja master), mas tive ótimos pensamentos brindando ao Universo

;***