sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012

Há quem diga que 2011 não foi um ano positivo. Eu não tive do que reclamar. Coisas ruins aconteceram?? Sim, porém coisas boas aconteceram muito mais. Viagens, carnaval, cinemas, trabalhos, paqueras, amigos, amigas, casamentos, terminos, promessas e hospital.

Em algumas coisas, resolvi dar o fim e começar a me importar comigo mesmo. E quero que 2012 continue assim.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Mudando a Rotina

Algo aconteceu comigo no dia do meu aniversário. E não foi só a mudança da idade. Eu senti algo diferente durante um certo momento do dia. Claro que agradeci aos céus por mais um ano de vida. Teve amigos me ligando das mais variadas maneiras, o que me deixou feliz e teve o momento que fui pega de surpresa. Mas não estou aqui pra relatar sobre isso.

Dentro de mim tem algo gritando, implorando para que mude meu comportamento. Nada em relação a maneira de vestir, falar, as músicas que ouço, os livros que leio. Mas a mudança de comportamento com as pessoas ao meu redor. Parar de aceitar migalhas. Ter mais confiança em mim, falar não quando necessário e aprender a me tornar mais reservada. Sou muito aberta aos amigos, sempre dizendo sim, sempre tomando na cara e sempre sozinha nos momentos que é fundamental ter um amigo ao lado.

Sei que a mudança não vai ocorrer de maneira súbita e generalizada. Tem que ser devagar e com quem precisa. E os mais mal acostumados serão os primeiros.

Se alguém falar por ai que estou sumida: podem confirmar, pois estou no projeto "mudança à vista".

O que eu posso mudar, eu mudo. O que eu não puder mudar, eu ajustarei.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Balanço de 2011

Bem, vamos analisar esse ciclo. O meu aniversário do ano passado foi muito foda. Sei que amanhã não será igual ao ano passado. Aliás, um aniversário nunca foi igual ao outro. O melhor de todos foi sem duvidas a minha viagem que me dei de presente para São Paulo. E ter conhecido a galera com quem conversava da Vivo, nas minhas intermediações quando trabalhava no callcenter.

Durante esse ano tive mais momentos felizes do que momentos infelizes. A palavra do ano foi sem dúvida: superação. Com ela aprendi a me desligar de sentimentos quando necessários. E também a ligar o botão do "ah eu sou feliz"!

Conhecer o Paulo Ricardo foi o presente do ano, mesmo sabendo que ele nao lembre quem sou, a atenção naquele momento foi muito bacana. Ah, teve o Caio castro também, mas ele é muito sequinho, muito cara de criança..

Amigos, esse ano não tive nenhuma perda significativa. Conheci pessoas maravilhosas. E teve umm afastamento que não entendi muito bem. Não precisava terminar sem se falar e como se não nos conhecessemos, mas vá entender a cabeça...

Xu foi o companheiro, o dengo, meu ponto de equilibrio. Bati meu recorde de leitura de livros e também abandonei uma leitura por ter achado muito detalhista. 

Teve momento de ops!

Teve reencontro com uma pessoa especial. Teve aniversário de um ano de Anna. Teve a chegada de Murilinho. Virada do ano com didinho e cunhada ao som de Carla Cristina ( e eu dançando do funk ao pagode), viagem pra Recife, camarote de Daniela Mercury, Camarote da Skol com paulistas, cariocas (fla-flu), mineiros. Ah Minas Gerais ♥  e muito cinema e acadimia.

Enfim, só tive coisas boas. Ver minhas listinha de desejos e ver que o que pedi, 70% foi alcançado também valeu a pena. Os outros 30% depende do meu esforço.

Agora vou pedir minha proteção para o novo ciclo que se inicia. Que venha renovações, mais desejos atendidos e paz. Que a saúde continue firme e forte.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Marque um (x) nas coisas que você já fez

(gentilmente copiado da Tâmara que copiou de alguém)


(X) Fazer uma tatuagem – Ainda sonho em fazer uma Rosa, patas de gatinho..
(X) Conhecer uma pessoa que você conheceu pela internet - O Samir, o Luis, A Jessica, A Lu
(X) Pintar o cabelo de uma cor bizarra - Pintar de roxo é bizarro?
(X) Namorar sério - Acho que isso me aconteceu em uma época remota e
(X) Ser fotografado(a) junto com uma pessoa famosa. – Tenho fotos com Luiz Caldas, Tuca Fernandes e recentemente com o (ui) Paulo Ricardo (suspiros) e Caio Castro
( ) Morar sozinho –
( ) Ter filhos -
( ) Casar - Sério que existe essa opção por aqui?
(x) Beber muito - Já comi açúcar direto do pote dizendo que era Glicose =)
(x) Dançar com alguém que não conhece
(x) Fazer novos amigos - Passatempo preferido
(x) Voltar a falar com antigos amigos - É sempre bom fazer as pazes, traz tranquilidade
(x) Ficar mais de 30min no telefone com alguém - Já falei até a bateria do celular acabar
(x) Falar com alguém que não fala a mesma língua que você
( ) Conhecer alguém que mudou a sua vida
(x) Usar óculos
( ) Usar uma blusa escrito “I love NY” - Serve aquelas Eu ♥ Salvador???
( ) Ir para a Disney -
(x) Viajar de avião - A decolagem é melhor que montanha russa
( ) Tirar uma foto em frente a Torre Eiffel
(x) Dançar na chuva
(x) Beijar alguém na chuva
( ) Se jogar de um palco durante um show e ser levado(a) pelo pessoal –
(x) Colocar um piercing/alargador/brinco - piercing na orelha
( ) Dizer: “você está preso em nome da lei”
(X) Ter um gato como animal de estimação - animal??? Filho de estimação (x) Ter um cachorro como animal de estimação
( ) Ter uma coruja como animal de estimação
( ) Participar de um teatro
(x) Descobrir que a pessoa que você gosta também gosta de você
( ) Juntar a galera e fazer um “cinema em casa”
( ) Mergulhar
(x) Dormir a tarde toda
(x) Dizer ‘não’ quando você quis dizer ‘sim’
( ) Mudar seu nome - Nem fazendo promessa de "se eu não fizer isso mudo meu nome"
( ) Fugir de casa
(x) Acreditar em horóscopo - Hoje em dia acredito no destino ( ) Não fazer alguma coisa porque seu horóscopo não estava bom
(x) Guardar um segredo - ops, isso é segredo!
(X) Cantar para muita gente ouvir – no dia de formação eu cantei pra sala.. rs
( ) Cortar o seu cabelo você mesmo -
(x) Gritar no meio da rua - Só falto gritar e correr ao mesmo tempo (meu sonho que um dia realizo)
( ) Tocar bateria
(x) Rir muito alto
(x) Chorar e depois rir - Eu choro sem motivo e depois dou risada de mim mesma (x) Reclamar do cabelo
(x) Reclamar de tédio, mas não fazer nada pra mudar
(x) A internet cair e você ficar quase louco
( ) O mouse quebrar e você bater mais ainda nele
( ) Quebrar um celular/câmera de alguém - Serve ser roubada?? Até hoje sinto falta do Galaxy (x) Ficar viajando no banho ao invés de realmente tomar banho - Pensamento fértil dá nisso e ainda converso sozinha.. ahahaha

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Algumas coisinhas

Outro dia tava vagando pela net e vi a frase: "Decepção não mata, nos ensina a viver". Tem um quê de verdade nisso. A pessoa tá lá sofrendo e tenta ver as coisas por um lado positivo. É aquilo que sempre penso sobre o errar, o quanto isso vale a pena. Pois é errando que se aprende a fazer o certo e a adquirir experiência. 
Pra variar estou lendo novamente O Segredo, sempre quando chega o mês de Dezembro venho fazendo esse ritual. Esse ritual me faz ver por prismas bons, a analisar o meu ano, o que eu pedi, mentalizando e o que se tornou realidade. No que posso ainda me corrigir, nos pontos que acertei.
Eu quero, eu posso e eu consigo. Sou muito intensa no que faço, no que vivo, seguindo sempre o pensamento do Carpe omnius (aproveite tudo). Se alguém foi ruim comigo, isso não justifica de eu agir da mesma forma. Quando aquela pessoa estiver precisando de ajuda e estiver ao meu alcance ajudar, estarei lá. Isso vem de mim, não consigo mudar, é algo que me deixa em paz comigo mesma.
Sei que tenho que reaprender a dizer não quando necessário..

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Digressão do sentimento

  
  


Às vezes me sinto privada de fazer coisas que gosto com pessoas que me atraem. E essa privação vem de pensamentos dessas pessoas que gosto, pois elas acham que posso me machucar, quem elas pensam que são?
Por que decidem por mim sem ao menos questionar como poderia me sentir com a falta delas? O vazio dói mais e fica difícil aprender a voltar a sorrir e com isso vem o mundo das mentiras e fingir que tudo está bem, que aos poucos tudo volta ao normal. Que a rotina do dia-a-dia vai apagar essas lembranças vividas e aqueles planos traçados mentalmente viram meras ilusões.
Acordar todo dia sentindo falta, sem ter notícias é como uma agulha espetada sempre no mesmo lugar. E sempre vem a máxima de que com o tempo tudo se resolve, o sofrimento será amenizado e encontrar uma nova pessoa que não repita tais atos possa te ajudar a voltar a sorrir. E onde fica a perspectiva de querer encontrar uma outra pessoa, se aquela angústia está no peito adormecida, receando que o ciclo volte a acontecer e tudo se repita...

Tentar o fazer o bem em se afastar de que o pior não aconteça, nem sempre é o melhor caminho a se seguir. E assim, vou me afastando de mim mesma, do romantismo que habitou em mim um dia..

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Inferno Astral

Como pode doer tanto assim? Sinto como se tivesse um buraco dentro de mim, onde o espaço vazio só faz crescer. Não gosto de me sentir assim, sofrendo, tentei agir com o coração, lutar pela primeira vez e vejo que isso é besteira, não serve pra nada.Tô ficando cansada de toda essa brincadeira do destino para passar por provações. Eu não aguento mais viver assim. A dor só faz aumentar, tentar não ficar desesperada e ocupar a cabeça é uma tarefa dificil. às vezes acho que o ócio é o melhor caminho, ficar estática, parada e ver o tempo passar, deixar tudo por conta e esquecer um pouco de viver, pois isso tá se tornando pesado e não sei se tenho tanta força assim. Quem sabe um dia tudo volta ao normal e consigo esfriar um pouco o coração para sentimentos que deveriam ser banais.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Ser feliz

Sabe aquela coisa de ficar dando ouvido a lamúrias, tristezas e desconfiar sem motivos?? Cansei disso e escolho ser feliz, me divertir e ser mais eu!

sábado, 15 de outubro de 2011

rotina, rotina, rotina

O que é que eu vou fazer agora se o teu sol não brilhar por mim.. calma, isso não é a música do Cidade Negra, mas é um questionamento do que quero fazer comigo mesma. Mas uma vez volto a minha velha rotina de procurar trabalho, não tô triste e nem feliz com isso, sinto-me indiferente. Usando aquele velho jargão: eu sei que o sol vai brilhar pra mim. Tenho fé que isso vá acontecer um dia.

Mas voltando a indiferença, nossa.. de pensar que já fui tão carinhosa, atenciosa e que hoje em dia é tanto fez, como tanto faz. Queria me sentir conquistada, ter um companheirismo legal, sem cobranças, com diálogos, mas isso é tão surreal. nem sei porque tô falando disso agora.. deve ser um desabafo do inconsciente. Daquela esperança de que algo mude e que nao me faça ficar nessa mesmice de esperar, esperar, esperar... e continuar esperando. Enquanto isso, tô vivendo um pouco, não da maneira como suspeitava que fosse, mas vivendo, saca?

E enquanto isso, a rotina volta a ser aquela velha companheira. Envia curriculo, entrega curriculo, aguarda uma resposta, faz uma entrevista e blábláblábláblá...

Pensando em ir à praia durante a semana, assim, enquanto todos trabalham e levam a vida, eu saio um pouco da rotina e mergulho no marasmo das ondas do mar.. tentando enxergar além do infinito.

domingo, 25 de setembro de 2011

Reencontro Sacramentinas

Hoje foi bem especial. Durou algumas horas, mas esses momentos parecem uma eternidade. Cheguei atrasada na Missa, dormi um pouco mais até resolver sair de casa. 
Missa no Sacrá pra mim, antigamente, era um sinal de rebeldia. Foi em uma dessas Missas que tomei consciência de que a Igreja Católica era repressora demais por condenar o uso da camisinha. E eu tinha apenas 16 anos. Não que eu fosse rebelde.. até porque nunca fui rebelde.. (risos sacrossantos)
Bem, hoje eu tive uma outra visão de pensamento, (tá, podem ter se passado alguns aninhos, tipo 05 no máximo), desde que saí de lá. O momento foi na bênção aos ex-alunos. Agradeci a minha mãe por ter me imposto estudar no Sacramentinas, quando o que eu mais queria era ter ido estudar no Dois de Julho. 
No Sacrá eu tinha uma outra família e não me dava conta. Posso não ter andado em grupos fixos, eu gostava de ficar cada dia com um grupo, me espalhar mesmo. Não tive paixões arrebatadores, mas sabia de quem minhas amigas eram apaixonadas. 
Hoje com o reencontro dos ex-alunos, pairou isso em minha mente, do quanto foi bom pra mim ter conhecido essa congregação. Do quanto ela ainda hoje contribui em minha vida com esses eventos. E foi em um desses encontros que pude reestabelecer laços com pessoas que não via há anos. Que sempre marcam pra sair nos momentos de alegria e que também se unem nos momentos de tristeza.
Não sei ao certo o quanto algumas pessoas lembram de mim, ou, quais lembranças carregam. Mais uma coisa é certa: ainda somos uma Família.


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Equilibrio

Preciso voltar a minha velha rotina de blábláblá: ler, escrever em blogs e ficar em casa. Trabalhar, manter o foco, treinar, pegar Mônica no trablaho, ver a ultima semana de Jesuíno meu amor e sonhar com minha volta pra SP.

Na verdade, eu queria férias de mim. Infelizmente não posso fugir da pessoa de quem sou.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Superação

Superar. Isso é uma das coisas que mais tenho feito ultimamente. Superei a doença da minha mãe. Superei um rompimento. Superei a morte dos meus três gatos. Superei despedidas. Superei saudades.
É doloroso esse tempo de superação, mas consigo sempre pois sei que no dia seguinte o sol volta a brilhar, um novo sorriso estará estampado em meu rosto, meus amigos me dirão palavras de motivação, Xuxu vai estar perto pra uma permuta de carinho e dengo..

Eu consigo superar, pois sei admitir que a batalha foi perdida, porém uma nova superação sempre estará por vir.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Dúvidas

Um momento é preciso parar antes de seguir em frente. Sei que vale a pena, mas o medo de sofrer grita. Ainda tenho traumas de repetir aquela história... Um dia ia acabar chegando essa tentativa, mas tá dificil, tá complicado. É uma luta interna de razão e emoção. 
É aquela coisa dividida de emoção e solidão.
Planos a dois.
Atos que faço só
E amigos para compartilhar boas conversas e conselhos que divago comigo mesma.

O medo é intríseco em mim.

domingo, 3 de julho de 2011

Viva a preguiça

Sinto em dizer, mas cultivar esse Pecado Capital em dia de domingo é a melhor coisa a se fazer. Ainda mais quando o tempo está indeciso entre chuva e sol.

Bem, vou voltar pra minha cama, que ficar sem fazer nada hoje é mais gostoso que ficar caçando o que fazer...

segunda-feira, 25 de abril de 2011

É isso ai..

 Pela tarde peguei um fôlego bom. Ah como é bom ter amigos! Fiquei ouvindo muito duas musicas: "You Can't Always Get What You Want" e "Sitting, Waiting, Wishing". A primeira, é dos Rolling Stones, o refrão é algo bem básico:


And you can't always get what you want,
Honey, you can't always get what you want.
You can't always get what you want
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!

(Você não pode ter sempre o que quer
Querida, você não pode ter sempre o que quer
Você não pode ter sempre o que quer
Mas se você tentar às vezes, sim
Você vai encontrar o que precisa)


E a segunda música é do Jack Johnson, que retrata toda a situação de uma pessoa fazer o pepl de boba em esperar por uma outra pessoa que tá nem ai pra vc. Então vamos desencanar e viver a vida! Deixar de fazer papel de bobos de sentar, esperar e desejar. Vamos levantar, viver e sorrir!

sábado, 23 de abril de 2011

Páscoa

Páscoa em familia é tudo de bom. Ver minhas sobrinhas fazendo caras e bocas tirando fotos, Mike andando pela casa com medo de Xuxu e Xuxu copm medo de Mike. Meu pai sentado no saofá com a minha mãe, minha irmã bebendo a cerveja dela, minha cunhada conversando pela casa. E eu observando cada detalhe para fazer disso uma lembrança boa!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Bunda Dura

É melhor vc ter uma mulher engraçada do que linda, ...que sempre te acompanha nas festas, adora uma cerveja, gosta de futebol, prefere andar de chinelo e vestidinho, ou então calça jeans desbotada e camiseta básica, faz academia quando dá, come carne, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranqüila e saudável, é desencanada e adora dar risada.

Do que ter uma mulher perfeitinha, que não curte nada, se veste feito um manequim de vitrine, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a sequência de bíceps e tríceps.
Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite?
O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira.
Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas e daí?
Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução.
Mas ainda não criaram um remédio pra FUTILIDADE!!"
"E não se esqueça....Mulher bonita demais e melancia grande, ninguém come sozinho!!!!!



Texto do Arnaldo Jabor.

terça-feira, 29 de março de 2011

Ah, Salvador!

Cidade cantada em poesia. Cidade em que o Poetinha se encantou. Cidade do Maluco Beleza. Da beleza de Itapuã, Abaeté, Barra, Pelourinho. Elevador Lacerda. Alagados e suas palafitas. Cidade da culinária regada a dendê com leite de coco. Celeiro de diversidade musical. Ah, Salvador. Cidade de terreiros, igrejas e baianidade nagô. Do Sagrado ao profano. Sincretismo religioso que lava escadas da Colina Sagrada com água de cheiro. Povo que festeja com calor humano. Na beira da praia ou na praça onde o poeta já presenciou diversos encontros. Ah, Salvador que me encanta. De subir e descer ladeiras. Cidade da diversidade. Da camisa colorida. Do vermelho e preto e dos palhaços. Cidade que vibra. Atabaques, afoxés e agogós. Cidade de Axé, d'Oxum. Cidade da Baia de Todos os Santos.

Feliz Aniversário!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Mas tudo passa...

.. tudo passará. É, já cantava o Nelson Ned, lá nos tempos que eu nem sonhava em nascer. Tava tristinha esse final de semana por conta de uma noticia ruim que recebi na sexta-feira. 


Eis que vi uma coisa que agradou muito aos meus olhos. A Medina está em festa. Até superei partes das adversidades que a vida tem me mostrado. Mas eu sou raçuda e vou aceitando cada obstáculo.

05 anos de liberdade, quer dizer, com alguns atalhos no meio do caminho, puladas de cercas, blábláblábláblá

Bjins

quarta-feira, 23 de março de 2011

Comece bem o dia

Bem queridos amigos, depois de ficar uma eternidade sem dormir (não sou vampira, ainda) essa noite eu dormi bem gostoso. E acordei com aquela sensação de relaxamento profundo e com várias coisinhas boas. Tá, só falta agora receber aquela ligação.

Pelo twitter, eu listei umas dicas de como começar bem o dia e vou repassar aqui:

  1. Abra o olho assim que acordar (isso é fundamental)
  2. Faça alongamentos ainda na cama
  3. Beba uma deliciosa vitamina de abacate
  4. Admire o dia além da janela (se tiver caindo aquela garoa.. suspire)
  5. Cante uma música. (Veja vídeo abaixo da Música que estou cantando)
  6. Beba um bom café, enquanto se olha pela janela
  7. Volte para a cama.

P.S. o sétimo idem foi uma sugestão do Paulo Miau Santana. Nessa sugestão dele vc pode voltar para a cama e ler, assistir filme ou apenas fica de prega coçando o saco.

Bom, espero que tenham gostado dessas dicas e aproveitem ao máximo.

Bjins.

domingo, 20 de março de 2011

Domingão...

Pela manhã li um pouco, tirei aquele velho cochilo, almocei e ao sentar no PC para atualizar as noticias, eis que meu gato pula em mim, me faz um carinho gostoso e vai dormir. Isso é muito amor e ainda tem gente que diz que os gatos gostam da casa e não do dono.


P.S. Ontem a lua tava muito inspiradora.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Sempre existe um novo tempo de recomeço.... ♥

E isso nunca vai deixar de existir. Podem ter dias de sofrimento, de tristezas, de chuva. Mas o dia do sol sempre chega. Não vou ficar me desesperando à toa com tanta coisa que anda me acontecendo, não quero me deixar abater. Sempre ouvi aquele velho chavão: o que tiver que acontecer, acontecerá. Vamos seguir em frente e ver no que vai dar?


Amanhã é um novo dia, não é? ♥

quarta-feira, 9 de março de 2011

Carnaval

Como havia dito, esse ano o Carnaval foi diferente. E muito. Na semana que antecedeu, eu já estava saudosa dos meus antigos carnavais, quando eu saia no bloco e ficava nas sextas-feiras na pipoca em Ondina. E toda a loucura que era a semana, a alegria que eu sentia pela festa.

Bom, como fiquei muitos anos na amnésia da festa, quando pude novamente me permitir a brincar, eu senti uma diferença tremenda. Haviam comercializado o carnaval. Só via camarotes por todos os lados e um espaço apertado para a pipoca, naquele momento eu desistia da festa popular. Passei dois anos indo pro Palco do Rock, um lugar de boa estrutura, sem muitas propagandas pelo governo do estado ou pela prefeitura. Ao contrário do que eu imaginava, o PDR foi tranquilo, as pessoas de preto sabem curtir suas festas, sem brigas.

Mas parecia que eu não andava satisfeita. Até que esse ano eu fui novamente pra rua. Voltei a me render a folia momesca. E agradeço ao Márcio pelos convites. Na quinta feira fomos para o Camarote de Daniela, mordomia linda de meldels. Salão, comida a vontade, bebidas, pessoas lindas. E não parou por ai, o Blog do Marcio ganhou uma promoção para Recife do Club Social e como se não bastasse eu rever meu carnaval de Salavdor, também fui convidada para conhecer o carnaval de Recife. Eu tinha lá meus medos. A comparação é inevitável. Falam que o Galo da Madrugada é o maior bloco sem corda. Tá pode até ser, poderíamos fazer o mesmo em Salvador se colocassemos todos os blocos independentes saindo um atrás do outro.. mas deixemos isso de lado. O Galo da Madrugada é bonito de ver e mais bonito ainda é escutar a multidão gritando de alegria quando aquele velho frevo conhecido começa a tocar. Ah gostei de ouvir Nação Zumbi sendo tocada, muito astral. No Recife antigo, só fiquei sentada na mesa do bar, bebendo uma Absolut com Redbull e Sprite. Já Olinda...

... Olinda foi um domingo de carnaval encantador. Com suas bandinhas de fanfarras, passando com Standarts informando o bloco que estava passando pelas suas ladeiras (que me fizeram ficar na derrota embaixo daquele sol). Achei maravilhoso o Carnaval de Olinda. Retornamos para Salvador naquela mesma noite. (outro abre parenteses, como Salvador é linda do alto, pela segunda vez que tive esse prazer de observa-la durante um voo noturno)

Na Segunda eu estava só o cansaço, mas tive o fôlego de ir pro Camarote da Skol. Foi a minha melhor noite. Adorei a animação de Recife/Olinda, mas deculpem os pernambucanos, o calor humano aqui exala. Um dos pontos altos foi quando Ivetão passou, o camarote da Schin ficava logo em frente, mas a mulher é raçuda, ela fez uma festinha pra concorrência e provou que no carnaval ninguém é de ninguém.. hehehe. O bom de tudo é que dancei até as pernas ficarem bambas e ainda tive q andar muito até conseguir um taxi e voltar com a minha sobrinha salva para casa. Agora, aqui pra nós, ela teve uma aula linda de como se curte o carnaval.


Queria ter fechado com chave de ouro indo pro PDR, mas eu personifiquei a derrota com tanto cansaço dos dias acumulados sem dormir.


Para quem quiser saber como que foi o carnaval de recife com todos os detalhes, clica aqui e leiam o depoimento do Márcio.

terça-feira, 1 de março de 2011

Tudo muda


Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre.
Charles Chaplin
Fevereiro finalmente acabou. Espero que com ele tenha acabado também os meus domingos de pesadelo, caraca incrível isso sempre sonhando com o quem não presta, saí de mim urubu, vai cuidar da sua vida que tô cuidando da minha. Não desejo saber se tá bem, se tá mal, quero apenas que seja desconhecido para mim qualquer paradeiro, até mesmo nos meus avisos oníricos. 

Começa Março, daqui a pouco é carnaval. Aliás, depois de amanhã começa a bagunça. Vai ser diferente.
E no mais, esperando essa festa acabar para voltar a colocar os curriculos na rua. Mãe ainda continua sem sustentabilidade na perna, tivemos que comprar uma cadeira de rodas para ajudar na locomoção, mas de vez em quando ela ainda dá uns passinhos ;)

Apesar dos pesares vamos seguindo em frente, porque quero me focar no que está ocorrendo de bem, aquele desânimo? Ficou em Janeiro.. rs. Ainda continuo lendo meus livros e minha meta de leitura que eram de 25, passou pra 30 e agora já bate nos 37 livros. Entretanto, diminui o ritmo. Pelo menos ler me dá um certo prazer, não é o mesmo prazer de comer um chocolate, mas é quase perto.

 

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Atualizando


Sério que fiquei um mês sem postar nada aqui? Então vamos tirar a poeira. Não estou mais naquele estado de desânimo que fui acometida em Janeiro do ano corrente. Agora me encontro normal: nem desanimada e nem muito animada, nem triste e nem feliz, apenas me sentindo bem. Na sexta minha Tietia fez 5 anos de falecida. Pensei muito nela e lembrei do meu preto. Minha mamis cada dia tá andando menos, :(


Nos livros eu já bati meu recorde, hoje acabei de ler o livro de número 17 do ano (ano passado em 365 dias li 16 livros). Aeeeeeeee!!!! E ainda tenho 13 livros para ler para atingir minha meta, que inicialmente eram de 25 livros para esse ano.

Fim!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Impressões


Lá vem eu e minhas crenças infundadas. Primeiro teimo em dizer que Agosto é um mês nada legal para mim, por sempre acontecer algo que me deixa desgostosa, triste e por nada dar certo nesse preríodo de trinta e um dias. Agora já começo a achar que Janeiro é um mês onde tudo se inicia dando errado, ou pelo menos, quase dando errado. Parece ser um período onde o velho tem que sair para deixar o novo entrar e isso acaba acontecendo de maneira desordenada. Sinto no ar uma mistura de falta de organização com falta de planejamento e com pitadas de desastres em como ordenar os atos, fatos e o que for semelhante a isso.

O mês tinha começado bem para mim, mas depois, assim como de repente um desânimo tomou conta de mim. Gosto dos meus amigos, de conversar entretanto fiquei me sentindo isolada, querendo e com a necessidade de ficar só. E só me senti assim quando tive que tomar uma decisão, aos meus 15 anos, (que acabei me afastando de toda a minha sala no colégio. Depois da decisão tomada, estava lá eu de volta). Mas agora não sei que decisão importante será essa que devo tomar.

Sei que me afastei e as pessoas também deixaram isso acontecer. Poucas foram as que me perguntaram como que eu estava. Outras se afastaram naturalmente, faz parte, né? Celulares estão desligados, ninguém me liga mesmo... rs

Vamos deixar Janeiro terminar e vou encarar que esse tempo é como se fosse um repouso para recarregar minhas baterias.


Tudo tem seu tempo.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Sozinha

Não sei o que anda acontecendo, mas sinto uma necessidade de ficar só. Sem conversar, sem sair, sem tuitar.. apenas ficar só.

Sem ninguém sentir falta, sem ninguém se sentir ignorado, sem nada a partilhar.

Apenas sozinha. Ou acompanhada apenas pelo meu mundinho dos livros e meu gato.




P.S. Tieta hoje faria 14 anos. Saudade daquela gata agreste.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Decisões

Quando já se tem uma decisão é fácil colocá-la em prática, porém quando ainda não se tem uma é um pouco difícil. Pensar em qual decisão tomar, analisar os prós e contras, as consequencias, e tantos outros blábláblás é algo que requer muita atenção. 

A mais fácil escolha são as coisas simples da vida. Tá.. esse é um tema amplo. Mas tô falando de mim. De querer algo e não saber como me expressar. Não querer magoar ninguém. Também me sinto cansada de esperar. Eu preciso viver. Eu tenho de voltar a viver.

Não gosto de me sentir pressionada a nada assim como não gosto de pressionar. Gosto da minha liberdade e ainda tenho um pouco de trauma em mim. Nada grave, apenas tenha paciência.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Dois mil e onze!

É, o ano não acabou no dia que eu queria, acabou no dia que consegui consertar meu carro... no último dia do ano de fato.

Bom, o ano mudou. E dessa vez eu senti algo de especial. Emocionei-me com a queima de fogos e pedi muito por realizações. Passei meu ano novo com meu irmão e minha cunhada. Família, isso é significado de felicidade. Chegando ao recinto, fui para uma fila fazer consulta com os búzios. Só quis saber de duas coisas. Uma delas foi sobre Trabalho. E a outra deixou-me um pouco triste, mas fazer o quê? nem sempre as coisas são como a gente sonha =(

Depois disso, foi o momento de curtir a festa. O som dos DJ's, comida, danças. Tá chegando o momento, foi hora de olhar aos céus e agradecer por tudo de bom. Pedi mais coisas melhores. Brindar olhando o céu. Receber cumprimentos da família, ligar para a família. Fui movida a vodka.

Meu primeiro show do ano foi com a Carla Cristina. (Ponto final, sem palavras e sem comentários)

Livros, eles viraram de vez uma das minhas paixões. E como não poderia deixar de fazer, minha meta de leitura já foi estabelecida.

Dessa vez, não quero mais planejamentos. Chegou o momento das realizações. Agora só quero saber de viver.

Já falei que fiquei triste por uma notícia recebida dos búzios? =(


Hoje queria aproveitar meu sábado assistindo ao por  do sol, entretanto vou ficar em casa descansando, curtindo minha ressaca moral de tanto ter dançado alguns pagodes, ter segurando o tchan.. (abafa, isso é a treva!)
Amanhã eu vou ver o por do sol.










P.S. Não tive um reveillon igual ao da Tainuxa (inveja master), mas tive ótimos pensamentos brindando ao Universo

;***